top of page
  • Foto do escritorDr. Carlos Rava

Dor no calcâneo e fascite plantar


anatomia fascite plantar

A fascite plantar é uma condição comum que causa dor e desconforto no calcanhar, especialmente de manhã ao dar os primeiros passos. Isso ocorre devido à inflamação da fáscia plantar, um ligamento fino e longo que percorre a parte inferior do pé, logo abaixo da pele, e conecta o osso do calcanhar aos dedos.

A fáscia plantar funciona com um absorvedor de estresses, amortecedor, na sola do pé. Em condições de alta solicitação mecânica a fáscia plantar torna-se inflamada e dolorosa. Em casos extremos a fáscia pode até romper.

Fatores de risco par desenvolver fascite plantar:

  • Alteração na atividade física – atividade nova ou incremento n o treino

  • Atividade de alto impacto repetitiva – corridas ou saltos

  • Ficar em pé por tempo prolongado em piso duro ou sapato duro – sapatos de proteção duros

  • Pés planos ou pés cavos

  • Encurtamento dos músculos da panturrilha

  • Obesidade

  • Idade – mais comum entre 40 e 60 anos

Os sintomas da fascite plantar podem incluir:

  • Dor e rigidez na sola do pé na região do calcanhar, especialmente ao dar os primeiros passos pela manhã ou após períodos de descanso.

  • Dor que melhora com a caminhada, mas piora novamente após permanecer em pé parado ou caminhar por longos períodos.

  • Dor na região do calcanhar após exercício prolongado

  • Sensibilidade a palpação ao longo da parte inferior do pé, especialmente perto do calcanhar.

Exames para investigação:

O exame radiográfico é suficiente para o diagnóstico para avaliação da fascite plantar, a imagem radiográfica pode revelar um esporão calcâneo que não é a causa da dor, já que a maioria das pessoas que tem esporão no calcâneo não tem dor. A função da radiografia é excluir outras causa de dor como a artrite das articulações adjacentes ou fraturas.

A tomografia computadorizada ou a ressonância magnética não são necessárias na avaliação inicial e normalmente são utilizadas quando o paciente não melhora com o tratamento inicial.

Opções de tratamento:

O tratamento da fascite plantar geralmente envolvem uma combinação de medidas de autocuidado e intervenções médicas. 90% dos pacientes melhoram nos primeiros 10 meses após o início de formas simples de tratamento. Estas medidas podem incluir:

  1. Repouso: Evite atividades que exacerbem a dor e dê tempo para o pé se curar. Pare as atividades em pisos duros. Ciclismo ou natação são boas opções para não parar as atividades.

  2. Terapia com gelo: Aplicar gelo na área afetada pode ajudar a reduzir a inflamação e aliviar a dor. Cuidado para não provocar uma queimadura na sola dos pés com o gelo,

  3. Exercícios de alongamento: O alongamento suave dos músculos da panturrilha e da fáscia plantar pode ajudar a aliviar a tensão e promover a cicatrização.

  4. Dispositivos ortopédicos: Suportes para arco ou almofadas para o calcanhar (calcanheira de silicone) podem fornecer amortecimento e suporte para reduzir a tensão na fáscia plantar.

  5. Calçados adequados: Usar sapatos com suporte adequado e bom amortecimento pode ajudar a prevenir irritações adicionais.

  6. Fisioterapia: Um fisioterapeuta pode fornecer exercícios e técnicas especializadas para melhorar a flexibilidade e a força no pé e no tornozelo.

  7. Medicamentos: Anti-inflamatórios não-esteroides (diclofenaco, nimesulida) podem ajudar a reduzir a dor e a inflamação.


Alongamento para fascite plantar
Alongamento para panturrilha e sola do pé.

Em casos mais graves, quando as medidas conservadoras não proporcionam alívio, outros tratamentos, como injeções de corticosteroides ou ortobiológicos podem ter efeito. Os medicamentos corticoides podem danificar a fáscia plantar e estudos clínicos demonstram a superioridade das injeções de ortobiológicos frente o corticoide no controle dos sintomas. Antes das injeções a terapia por ondas de choque extracorpóreas (ESWT) e a terapia diamagnética podem ser utilizadas - ambas são não-invasivas e indolores. A cirurgia raramente é necessária e geralmente é reservada para casos que não respondem a outros tratamentos.

 

12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page